Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

UFOP Instituto de Ciências Sociais Aplicadas

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Beatriz Azevedo e Zélia Duncan farão show em Ouro Preto e Mariana

Ouro Preto e Mariana recebem, nos dias 18 e 19 de agosto, o encerramento dos projetos AntroPOPhagia e Roteiro das Minas, que, desde o início do ano, vêm debatendo o Manifesto Antropófago, de Oswald de Andrade, nas cidades barrocas, com uma série de ações multiculturais. O fechamento acontecerá com a apresentação do show antroPOPfagia, com participação de Beatriz Azevedo e Zélia Duncan. Elas se apresentam gratuitamente no dia 18 de agosto, às 21h, no Largo do Rosário, em Ouro Preto; e no dia 19 de agosto, às 21h, na Praça Minas Gerais, em Mariana.

Originalmente gravado no Lincoln Center, em Nova York, o disco antropofagia traz composições musicais de Beatriz Azevedo em arranjos antropofágicos, devorando o jazz, a música brasileira, o afrobeat, o jongo, e diversos outros ritmos. Em Mariana e Ouro Preto serão apresentadas, ainda, músicas compostas em parceria pelas duas artistas e composições inéditas de Beatriz Azevedo.

A apresentação também terá um viés contestador. Durante o show, serão feitas projeções, abordando perspectivas históricas da antropofagia, referências sobre o contato dos portugueses com os índios e menção a temáticas atuais, como o compartilhamento digital e a defesa de uma filosofia do matriarcado.

A banda que acompanha as artistas é composta por Domenico Lancellotti na bateria (Gal Costa, Caetano Veloso, Gilberto Gil etc), Antonio Guerra nos teclados (Mart’nalia, Martinho da Vila etc), Marcos Campello na guitarra (Ava Rocha, Negro Leo etc) e Angelo Ursini nos sopros.